Ciência Esotérica

O Interior e o Exterior

A Filosofia Rosacruciana , assim como as tradições esotéricas da antigüidade, são unânimes em afirmar que o homem não é apenas o lado exterior visível com o qual se identifica completamente, mas uma consciência num certo grau evolutivo que o distingue dos demais reinos. Entretanto, esta faculdade maravilhosa está envolvida pelo mistério mais profundo, desconcertando os estudiosos quando se vêem obrigados a reconhecer que pouco sabem a seu respeito. Só a Ciência Esotérica, tem autoridade para retirar os véus que ocultam sua origem. Segundo ela, a consciência seria o reflexo "separado do Espírito" ou Luz espiritual, existente no interior de cada ser humano, de onde é extraída a vida e a inteligência, como também o poder mental e sentimental postos a serviço do homem. É claro que os sábios acadêmicos, recusam-se a aceitar as verdades promulgadas pelo ocultismo e, até certo ponto, é compreensível essa recusa. Sua ciência, relativa e materialista, os impedem de levar a sério qualquer outra idéia que não se apóie na investigação sensorial e intelectual. Suas teses são montadas com informações provenientes desse nível e por essa razão, as conclusões a que podem chegar, serão sempre relativas e materialistas. Porém, não importa quais sejam suas opiniões a respeito, ou o que o homem comum possa pensar desta afirmação esotérica. Dia virá em que os sábios mundanos terão que adotá-las, uma a uma, curvando-se respeitosamente diante das grandes verdades, apresentadas pelos Magos em todos os tempos.


Voltar     Imprimir

 
 
 
Ver mais  
 

 
Alameda Barros, 101 - SL. 11 - CEP: 01232-001 - São Paulo/SP